PP e PT: aproximação

Por Prisco Paraiso 13/11/2017 - 15:54 hs

O presidente do PT-SC, deputado Décio Lima, o vice, deputado Pedro Uczai e o deputado Esperidião Amim realizaram uma conversa de mais de duas horas sobre a conjuntura política de Santa Catarina, durante um café da manhã, em Brasília.

A conversa foi animada entre os parlamentares, principalmente, pela posição do pepista nas votações contra a denúncia de Temer e na Reforma Trabalhista.

O registro foi feito pelo ex-deputado federal, Cláudio Vignatti, secretário-geral do PT catarinense, que também participou das articulações.

A aproximação atual entre Amin e os petistas é pontual, mas mostra mais um movimento do ex-governador no sentido de mexer com o quadro catarinense.

Está muito claro que ele sonha novamente em disputar o governo, postulação que, por ora, não agrada a maioria do PP estadual.

Já pelos lados do PT, as costuras com Amin escancaram que a legenda não quer nem ouvir falar do PMDB. Pelo menos por enquanto.

Os petistas se movimentam para sair do isolamento (embora a possibilidade de uma aliança da chamada esquerda no Estado seja palatável, o cenário ainda é de indefinição).

Podemos

Senador Alvaro Dias, pré-candidato à Presidência pelo Podemos cumpre extensa agenda de trabalho nesta segunda, em Florianópolis.

Concederá entrevista coletiva às 10h, na Alesc, tem encontros com presidentes de federações empresariais e será recebido pelo governador Raimundo Colombo no Centro Administrativo.

Deputado estadual Natalino Lázare, presidente da Comissão de Agricultura da Alesc, vai oficializar sua chegada ao Podemos.

A articulação foi feita pelo presidente estadual da sigla, Vilson Sandrini Filho.

Unidade

Deputado estadual Marcos Vieira foi reeleito presidente do PSDB catarinense em grande convenção que reuniu mais de 2 mil pessoas em São José neste sábado, 11.

Ele recebeu 565 votos de um total votantes. Nos discursos inflamados das principais lideranças, o projeto eleitoral de 2018.

Os tucanos parecem cada dia mais animados em disputar na cabeça de chapa, nem que seja em uma composição pura.

Bauer e Napoleão

Paulo Bauer é o nome ao governo e o prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes, que, segundo indicam os bastidores, deve renunciar no ano que vem, é lembrado ao Senado.

Contraste

A liderança de Vieira é reconhecida pela unidade e crescimento do PSDB Barriga-Verde.

O momento do partido no Estado é diametralmente oposto ao cenário nacional, onde o tucanato bate-cabeça e está absolutamente dividido.

Projeção

Marcos Vieira defendeu o nome de Paulo Bauer para a vice-presidência nacional do PSDB.

O momento é delicadíssimo e a empreitada pode respingar negativamente nas projeções do senador para as eleições do ano que vem.

Repercussão

Pegando muito mal nos meios políticos a arbitrária destituição de Tasso Jereissatti da presidência interina do PSDB nacional.

A repercussão nacional pode ser desastrosa. Vejamos o caso de SC.

O senador Paulo Bauer lidera a bancada na Casa. Tem projeção nacional. É o nome natural para 2018 no Estado.

E como vai ficar a situação na convenção do dia 9? Haverá disputa entre Tasso e Marconi Perillo.

Se o partido sair definitivamente rachado, enfraquece a candidatura de Geraldo Alckmin à presidência, com reflexos inevitáveis nos estados.

Juventude

A executiva estadual do JPMDB, sob a coordenação do seu presidente, Roberto Souza Junior (presidente da Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú), esteve reunida, em Florianópolis, para definir a data da convenção do segmento.

O evento será realizado no próximo dia 9 de dezembro, das 9 às 13 horas, na Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú seguido de evento esportivo. Uma chapa de consenso é a palavra de ordem.