Tarifa Zero é a realidade de 12 cidades brasileiras

No restante do mundo, 86 cidades, de 24 países, já aboliram a cobrança pelo transporte público

Por Sabrina Quariniri 00/00/0000 - 16h14 hs

Nessas primeiras semanas de 2016, algumas cidades brasileiras têm sido palco de protestos contra o aumento da tarifa no transporte público, em defesa do transporte gratuito e de qualidade. Em Joinville, após quatro atos, o Movimento Passe Livre (MPL) convoca mais uma mobilização amanhã (21), às 18h, na Praça da Bandeira.

A pergunta que fica é: será realmente possível uma cidade oferecer transporte de graça ou trata-se apenas de utopia? O Agora Joinville, em pesquisa no site Fare Free Public Transport, mostra que não só é possível como já existem cidades no Brasil e em outros países com a tarifa zero em transporte público.

Em todo o mundo, são 86 cidades, em 24 países, que não cobram tarifa para que a população acesse o transporte público. No Brasil, 12 cidades também já adotam o modelo. Veja:

Eusebio, no Ceará. A cidade tem 46 mil habitantes e desde outubro de 2010 os cidadãos não pagam tarifa.

-Anicuns, em Goiás. A cidade possui 20 mil habitantes.

MaricáRio de Janeiro. A cidade tem mais de 100 mil habitantes. Possuí tarifa zero desde dezembro de 2013.

Silva JardimRio de Janeiro. A cidade possui mais de 22 mil habitantes. Possui tarifa zero desde fevereiro de 2014.

Mount CarmelMinas Gerais. Possui mais de 47 mil habitantes. Tem tarifa zero desde 1994.

-PotirendabaSão Paulo. Mais de 15 mil habitantes. Possui tarifa zero desde 1998.

-Paulínia, São Paulo. Mais de 97 mil habitantes. Tem tarifa zero desde 2013.

-Muzambinho, Minas Gerais. Pouco mais de 20 mil habitantes. Tem tarifa zero desde 2013.

PitangaParaná. Mais de 34 mil habitantes. Possui tarifa zero desde fevereiro de 2012.

-Ivaiporã, Paraná. Possui mais de 29 mil habitantes. Tem tarifa zero desde 2004.

-Porto Real, Rio de Janeiro. Mais de 16 mil habitantes. Possui tarifa zero desde 2012.

-Agudos, São Paulo. Mais de 40 mil habitantes. Possui tarifa zero desde 2003.

Leia as últimas notícias de Joinville e região no AJ