Vigilância Ambiental de Joinville alerta sobre infestação do mosquito Aedes aegypti no bairro Fátima

Focos foram encontrados em residências e não nas armadilhas colocadas pelos agentes de combate à dengue

30/01/2018 - 10:10 hs

O bairro Fátima, na zona Sul de Joinville, está chamando a atenção da Vigilância Ambiental por causa do aumento de focos do mosquitos Aedes aegypti, vetor transmissor do vírus da zika, dengue, chikungunya e febre amarela.

A Vigilância Ambiental encontrou 15 focos positivos do mosquito no bairro neste mês.

Os focos foram encontrados em residências e não nas armadilhas colocadas pelos agentes de combate à dengue, deixando a situação ainda mais preocupante.

O Serviço de Vigilância Ambiental vai intensificar as visitas no bairro e pede que a população auxilie os agentes durante as vistorias. Os agentes estarão identificados com coletes e crachás da Secretaria de Saúde.

Em caso de dúvidas, o morador pode ligar para o telefone 3432-2337, do Serviço de Vigilância Ambiental.

A coordenadora do Serviço de Vigilância Ambiental, Nicoli dos Anjos, solicita aos moradores para reforçarem os cuidados, identificando e destruindo possíveis criadouros do mosquito. “Infelizmente houve um descuido da população. Encontramos muito lixo, pneus jogados e caixas com água e sem tampas”, informou.

Esse ano, de acordo com Vigilância Ambiental, já foram encontrados 69 focos positivos do mosquito Aedes Aegypt. O bairro Boa Vista está na liderança com 27 focos, seguido agora pelo bairro Fátima com 15.

Como combater o mosquito