Paramotor: Conheça a modalidade que atrai cada vez mais joinvilenses

A escola Asas ao Vento ensina para pessoas com um sonho em comum, o de voar. O curso acontece todos os dias e pode ser parcelado

Por Jacson Carvalho 06/07/2017 - 14:21 hs

O voo

Céu azul, pessoas do tamanho de formiga, a impressão de poder alcançar as nuvens e a realização de estar no ar. Essa é a sensação de voar de paramotor. Segundo Paulo Canterle, instrutor da escola de voo Asas ao Vento, o paramotor é o jeito mais prático e seguro de voar. "É um esporte que relaxa, descarrega energias, e o estresse, fica no ar", conta o professor.

Paramotor

O que é: O Paramotor é um equipamento de voo com motorização auxiliar, composto por uma asa: o parapente, que não contém elementos rígidos em sua estrutura e o comando se realiza através de controle aerodinâmico. É considerado uma adaptação do parapente, porém, não é necessário ir até uma montanha para alçar voo, o piloto sai do chão para o ar.

O Paramotor surgiu no Brasil em meados da década de 1990. O voo precisa ser acima de 50 metros e pode até alcançar a altura superior de 300 metros.

Asas ao Vento

Paulo conta que voar sempre foi seu sonho de infância. Quando criança, aos 9 anos de idade, pegou as agulhas da mãe e costurou uns sacos de adubo, simulando um parapente, e foi para os barrancos perto de casa tentar voar. Na época, obviamente, não deu certo, mas, anos depois, o gaúcho de Santiago se tornou profissional no assunto.

Paulo é instrutor de voo há 15 anos e, há 10, montou a escola de voo Asas ao Vento, onde dá aulas e recebe alunos de todos os estados do Brasil e de países da América do Sul. Ultimamente, os joinvilenses estão aderindo cada vez mais a este esporte.

As aulas

As aulas acontecem de domingo a domingo, na areia, de frente para o mar. Durante o curso, a escola disponibiliza os equipamentos necessários para treino e voo. A escola também comercializa o equipamento completo, novos e usados, todos com nota fiscal e garantia de fabricação, para após a conclusão do curso. A princípio, o curso dura em média 30 horas, porém, se o aluno precisar de mais tempo, é disponibilizado sem custo adicional.

A escola também oferece, além do curso, o voo duplo, propaganda aérea e fotos e vídeos do voo, tanto de alunos como para quem vai conhecer o local.

Para Claudio Mendes Nunes, morador de Joinville,vale a pena gastar pouco mais de meia hora e se deslocar até o Litoral, pois, além da sensação única que se tem ao voar, ali construiu amizades. "O Paulo é um professor muito dedicado e exigente. Tem alunos que já começam a voar sozinhos a partir da quarta aula", diz.

Para o engenheiro mecânico Luiz Gustavo Morcelli Quinto, de 30 anos, de Jaraguá do Sul, que iniciou o curso há duas semanas, voar de paramotor foi algo que superou barreiras. "Eu tenho medo de altura, mas fiz o voo duplo experimental com Paulo e acabei me apaixonando por voar, quebrei as barreiras do medo, além de relaxar o estresse da semana", conta o aluno.

A escola também disponibiliza hospedagem para alunos e convênios com pousadas e restaurantes, para alunos que vêm de outras cidades ou países.

Formação

Depois de completar o curso, o professor Paulo aplica uma prova teórica nos alunos, envia esse teste para a Associação Brasileira de Paramotor, em São Paulo, onde é feita a correção. Se o aluno passar no teste, recebe o Certificado de Piloto Desportivo (CPD) e ganha uma carteira de habilitação, que tem validade de dois anos e pode ser renovada.

Para mais informações, basta ligar:  (041) 9251-0902 (Operadora Vivo) ou (0419796 8790 (Operadora Tim). A escola também possui WhatsApp: (041) 9251-0902.  Ou entre em contato pelo e-mail: abcpaulo@msn.com. Visite a fanpage da escola Asas ao Vento e veja mais fotos e vídeos: facebook.com/asasaovento

"Quando você tiver provado a sensação de voar, andará na terra com seus olhos voltados ao céu, pois lá você esteve e para lá desejará retornar"                                                                                                                                                                                                         Leonardo da Vinci