Força da máquina

Força da máquina

MDB deve decidir na próxima segunda-feira quem será o candidato ao governo do Estado pelo partido

Por Prisco Paraiso 13/06/2018 - 11:42 hs

Na próxima segunda-feira, Eduardo Pinho Moreira e Mauro Mariani devem ter reunião decisiva com a cúpula do MDB catarinense.

O dia 18 foi o prazo estabelecido pela cúpula partidária para que se defina o nome da legenda para a cabeça de chapa. Nos bastidores, há emedebistas de quatro costados trabalhando para que haja consenso. Como Moreira só pode disputar a reeleição, começa a crescer a tese de que Mariani, até por ser mais novo de idade, teria uma eleição bem encaminhada ao Senado.

Também pode pesar nesta balança a força da máquina estadual, hoje sob o comando de Eduardo Pinho Moreira. Mariani tem a seu favor o fato de estar na estrada praticamente desde 2014 e de ter se apresentado como pré-candidato lá atrás.

Foi este o resumo da ópera de emedebistas que participaram da reunião da Executiva nesta segunda, 11, quando o tema central dos debates foi a definição do candidato. Se o MDB demorar mais para apresentar seu nome, aumenta exponencialmente o risco de isolamento.

Tucanos

Não foi por acaso que o governador Eduardo Moreira fez questão de aparecer publicamente em Blumenau na sexta-feira passada com o ex-prefeito Napoleão Bernardes.  Os dois tem estado em sintonia. E os tucanos hoje são a noiva mais cobiçada no tabuleiro político do Estado.

Perda

Faleceu ontem,  aos 94 anos, o ex-governador de Santa Catarina, Antônio Carlos Konder Reis. Seu corpo foi velado a partir da tarde de terça-feira, na Câmara Municipal de Itajaí. Perde-se o um dos últimos estadistas catarinenses e brasileiros.

Linhagem

O ex-governador  vinha de uma família de políticos. Filho de Oswaldo dos Reis e Elisabeth Konder Reis, irmão do poeta Marcos Konder Reis e sobrinho de Adolfo Konder, Arno Konder, Vítor Konder e Marcos Konder.

Atuação

Konder Reis e Lauro Müller são os itajaienses que mais serviram em cargos públicos. Participou, em 1946, do Congresso Nacional dos Estudantes, sendo eleito secretário de intercâmbio da UNE. Foi deputado estadual na 1ª legislatura (1947 — 1951)e na 2ª legislatura (1951 — 1955), eleito pela União Democrática Nacional (UDN).

Em Brasília

Foi deputado à Câmara dos Deputados por Santa Catarina na 40ª legislatura (1955 — 1959)e na 51ª legislatura (1999 — 2003), senador(1963 — 1975), vice-governador (1991 — 1995) e governador  de Santa Catarina (1975 — 1979). Em 1979, foi sucedido pelo seu primo Jorge Bornhausen no governo de Santa Catarina. Exerceu o cargo pela segunda vez em 1994 sucedendo o governador Vilson Kleinubing. Konder Reis também era membro da Academia Catarinense de Letras, empossado na cadeira 22 em 30 de março de 1983. 

Oposição

Deputado João Amin (PP) – até pelo histórico partidário e familiar – vem se destacando na oposição ao governo de Eduardo Pinho Moreira (MDB). Esta semana, protocolou pedido de informações à Secretaria de Segurança Pública para saber os motivos que levaram as três aeronaves da PMSC a pararem suas atividades. Como diz o manezinho, nem que seja só para “entisicar” com o governo.