Meirelles e o MDB

Ex-ministro da fazenda passou por Santa Catarina durante o último final de semana

Por Prisco Paraiso 11/07/2018 - 17:11 hs

 

A armação do golpe jurídico petista, que deu com os burros n’água no domingo, acabou ofuscando a passagem do ex-ministro da Fazenda e presidenciável do MDB por Santa Catarina, no fim de semana.

Henrique Meirelles foi a Chapecó. Reafirmou o compromisso com a estabilidade econômica, redução de custos e geração de empregos. O emedebista encontrou-se com o setor produtivo e recebeu uma pauta de reivindicações, como investimentos em infraestrutura (reivindicação histórica da região Oeste e de Santa Catarina). Politicamente, Meirelles deixou muito claro que tenta atrair a atenção e, quiçá, o apoio do próprio partido, que vê com ceticismo sua postulação presidencial. Durante encontro regional do Manda Brasa Barriga-Verde, um dos mais representativos do país, o presidenciável reforçou o apoio ao pré-candidato ao governo de Santa Catarina, Mauro Mariani.

  O roteiro de Meirelles começou em encontro com empresários na Uceff Faculdades, onde proferiu palestra sobre o trabalho de recuperação econômica realizada, segundo ele,  durante o governo de Michel Temer. O emedebista também defendeu as reformas Tributária e da Previdência. “Temos de reformar a econômica brasileira, dar condições e musculatura para as empresas produzirem melhor, impulsionando o empreendedorismo e gerando empregos”.

FRASE

 “Não me falta coragem e determinação para enfrentar os desafios.” Deputado federal e presidente estadual do MDB, Mauro Mariani, que é pré-candidato ao governo. Foi durante evento partidário no qual participou o presidenciável da sigla, Henrique Meirelles, em Chapecó.

Carta branca

Por falar em MDB, apoiado pelo governador Eduardo Pinho Moreira e pelas bancadas federal e estadual, o pré-candidato ao governo, Mauro Mariani, ganhou força, esta semana, para avançar nas alianças. Em reunião com a executiva estadual para atualizar as lideranças, recebeu carta branca para liderar as articulações.

Contraponto

O senador Dário Berger foi na mesma toda, alertando que é preciso unir forças e respaldar Mariani. Quem fez o contraponto foi o ex-governador Paulo Afonso Vieira. Ele deixou muito claro que está disposto a buscar indicação a uma das duas vagas ao Senado na convenção do MDB. Tem todo o direito. E se não houver entendimento, um dos espaços que Mariani pretende oferecer a aliados pode não estar disponível para entrega depois da convenção.

Siglas

Mariani destacou que tem conversas adiantadas com PR, do deputado Jorginho Mello,  PPS, da deputada Carmen Zanotto, e mantém o canal aberto com o DEM e PSDB, além de já ter sacramentado aliança com partidos menores. 

PSL cresce

Contando com a presença do presidente e pré-candidato ao Senado pelo PSL, Lucas Esmeraldino, representando o líder maior, Jair Bolsonaro, o partido empossou mais nove comissões provisórias. Desta vez, no Extremo Sul, durante ato concorrido em Araranguá.

Os municípios que agora passam a contar com o PSL são  Araranguá, Jacinto Machado, Balneário Arroio do Silva, Passo de Torres, Meleiro, Santa Rosa do Sul, Turvo, Balneário Gaivota e Sombrio.