Mudanças no tabuleiro estadual

MDB promove encontro com suas principais lideranças

Por Prisco Paraiso 03/04/2019 - 09:58 hs

Enquanto Gelson Merisio foi a presença ilustre na reunião da executiva estadual do PP, segunda-feira, o MDB também promoveu encontro com suas principais lideranças. Em climas e contextos bem diferentes.

Ainda presidente estadual do PSD, o ex-deputado participou, vamos dizer assim, do primeiro encontro oficial com a cúpula pepista. Lá estavam Esperidião, Angela e João Amin, os deputados Altair Silva e Zé Milton, o presidente estadual, Silvio Dreveck e outros dirigentes.

Embora não tenha sido conclusiva, a conversa foi boa. Se sair mesmo do PSD, como parece que vai ocorrer, Merisio deixou transparecer que assinará no PP, partido que o apoiou em 2018.

No MDB, a seu turno, o quadro evoluiu, mas o consenso ainda não veio. Apesar do charminho, as coisas caminham na direção do senador Dário Berger para assumir a presidência do diretório estadual.


Eu, candidato

O único empecilho que resta à unção de Berger é o deputado federal Celso Maldaner. Ele não arreda pé e vem reiterando que não retira a candidatura. Vale lembrar que seu irmão, o ex-senador Casildo Maldaner, presidiu o partido por longos anos.


Desgaste

Líderes emedebistas como o deputado federal Carlos Chiodini estão em campo na busca pelo consenso no partido. Disputa pela presidência estadual pode gerar mais desgastes, tudo o que o MDB precisa evitar depois do resultado do pleito de 2018, quando reduziu sua bancada federal de cinco para três deputados federais, de 10 para nove estaduais, não elegeu senador e também não chegou ao segundo turno na majoritária.


Na estrada

Por falar em disputa no MDB, Celso Maldaner passou o fim de semana em campanha interna com militantes e lideranças do MDB da regional de Chapecó.

Promete fazer uma gestão transparente e a implantação do complicance, contrato de ética e conduta, aos candidatos da legenda.


Professor Napoleão

Ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes voltou à rotina de professor da Furb. O jovem líder segue sem partido. Já recebeu, no entanto, convites para assinar ficha no Podemos, do senador Alvaro Dias, no PR, futuro PL, do também senador Jorginho Mello e também no DEM. Mas ele seguirá analisando o cenário e só deve se definir em 2019.


Migração

O presidente estadual do DEM em Santa Catarina, João Paulo Kleinubing, esteve na região Sul do Estado na última semana, e hoje confirma a filiação de uma das lideranças que visitou. O delegado Ulisses Gabriel, de Orleans, que na última eleição concorreu ao cargo de deputado estadual, e obteve 28.183 votos. Ulisses tem 36 anos, estava filiado ao PSD, e é ex presidente da Adepol – Associação dos Delegados de Polícia de Santa Catarina.


Buligon

O ato de filiação deve ocorrer no fim de abril, quando o presidente nacional do DEM, prefeito de Salvador, ACM Neto, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, estarão em Santa Catarina para participar de eventos e de assinatura de novos filiados, entre eles o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon (sem partido).