De cara nova

Danilo Portugal realiza mudanças na escalação do Joinville

Por Gabriel Fronzi 24/05/2019 - 11:44 hs
De cara nova
Foto: Julio Cesar/ JEC.com.br

Priorizando a qualidade individual dos jogadores, Danilo Portugal irá realizar cinco mudanças na escalação do Joinville para o confronto contra o Avenida, neste sábado, na Arena. Angelo, Erick Daltro, Caíque, Robert e Matheus Pimenta serão titulares no time que, inclusive, terá uma nova plataforma de jogo.


"Qualidade é sempre o mais importante. Na dedicação e na entrega nós sempre tentaremos igualar, mas a qualidade será sempre o fundamental. Mais qualidade e cabeça leve para que a gente consiga ser mais ofensivo, criando variações e que a gente tenha um repertório diversificado para agredir o adversário". – Danilo Portugal


Diferente do 4-2-3-1 utilizado por Zé Teodoro e Felipe Surian, Portugal posicionará o JEC no 4-1-4-1 sem extremas tão agudos. Essa alternativa visa diminuir os espaços e apostar na compactação. O único ponto vulnerável, porém, será as costas dos interiores, visto que Bulhões poderá ficar sobrecarregado.


Todavia, o conceito de atacar não se implicará na necessidade de ter a bola, mas, sim, de estar no campo inimigo, observando todo o conjunto de movimentos e posicionamentos para identificar os padrões de comportamento e interpretar o modelo de jogo.




Marcação pressão

Em coletiva (veja aqui), Danilo deixou evidente que priorizará  a marcação na saída de bola adversária, adiantando a primeira linha do Joinville. Com isso, a tendência é que o time tenha uma variação natural para o 4-3-3. Essa verticalidade é acompanhada de alguns mecanismos para trabalhar a bola. Como os laterais avançando bastante, os meias buscam jogar por dentro, sempre com poucos toques – e para isso ganham o trabalho de pivô de David Batista. 


Saída de 3

Com Leandro Bulhões nas entrelinhas, a tendência é que os dois laterais, Angelo e Erick Daltro, abram o jogo cedendo a amplitude necessária na segunda linha. Desta forma, o volante “afunda” entre os dois zagueiros empurrando ainda mais o adversário para o campo rival. 


Infiltração

Com a bola no ataque, a busca será pela infiltração, utilizando a velocidade de Robert e Matheus Pimenta, além de Leandro Salino como elemento surpresa. O novo esquema, porém, requer uma melhor compactação da linha de quatro que aparece a frente do volante e empenho dos meias na ocupação de espaço durante o balanço defensivo.


Agilidade com Caíque e Salino

Jogando por dentro, os dois jogadores com melhor qualidade de passe no elenco serão freqüentemente procurados e acionados. Jogando de frente para o jogo, ambos terão, pelo menos, três opções de passe para iniciar o contra-ataque Além disso, o fator posicional ajuda na retaguarda para cobrir os avanços de marcação de um dos meias e, ainda, fazer alguma compensação na linha defensiva. Enquanto isso, David Batista mantém as mesmas funções de qualquer esquema tático: evitar com que o passe venha pela faixa central do campo.