Moisés é aprovado e Dário um ilustre desconhecido em SC

Pesquisa revela bons resultados para governo de Moisés da Silva

Por Prisco Paraiso 14/06/2019 - 15:46 hs

Pesquisa quantitativa por amostragem do Instituto Mapa, realizada entre os dias 20 e 31 de maio, em 41 cidades do estado, revela bons números para o governador Moisés da Silva. Foram ouvidas 1.228 pessoas. Deste montante, 46,6% apontaram como ótima ou boa a gestão do pesselista. Apenas 7,9% dos ouvidos disseram que a administração é ruim ou péssima nestes primeiros cinco meses.

Ainda de acordo com o Mapa, dois terços (66%) dos catarinenses aprovam a maneira como o governador Carlos Moisés vem exercendo seu mandato, superando com boa margem os discordantes, que somaram 18%. Não souberam opinar ou não quiseram responder 16% dos entrevistados neste ponto.

A pesquisa também aponta que 62% dos catarinenses sabem que Moisés da Silva é o governador do estado contra 38% que não sabem a função que ele exerce. Um índice expressivo, mas que faz sentido considerando-se que o mandatário estadual era ilustre desconhecido até a campanha do ano passado.


Amnésia

Já em relação aos três senadores, o nível de desconhecimento da população beira o absurdo. Sobretudo se lembrarmos que a eleição estadual que definiu governador, senadores e deputados foi finalizada em outubro do ano passado!


Amin

Em relação a Esperidião Amin, figura tradicionalíssima da política catarinense, 46% dos entrevistados souberem dizer que ele cumpre mandato de senador.


Jorginho

Eleito Senador em outubro de 2018 com 18,07% dos votos válidos, Jorginho Mello é citado corretamente no atual cargo público por 23% dos entrevistados. Até aí tudo bem, faz parte do contexto de falta de memória e engajamento do eleitorado com o processo político.


Quem?

Agora emblemático é o nível de desconhecimento de Dário Berger. Ele já está no Senado há quase quatro anos e meio. Mesmo assim, tendo sido eleito em outubro de 2014, o emedebista é identificado corretamente no atual cargo público por apenas 24% da população catarinense. Dário é um ilustre desconhecido desta atividade para 76% dos entrevistados!

Este dado só confirma como ele vem representando o estado na Câmara Alta.


Com Bolsonaro

O prefeito Luciano Buligon (DEM) está em Brasília onde cumpre extensa agenda que começou ainda na terça-feira e prossegue até esta quinta. Entre um compromisso e outro, o prefeito e o secretário de Comunicação, Fernando Matos, foram convidados para o camorote de honra onde estavam o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Sérgio Moro durante o jogo do Flamengo contra o CSA, no estádio Mané Garrincha.

“Foi muito bom. Ficamos duas horas no mesmo ambiente, falamos sobre Chapecó e nossas questões,” disse Buligon ao colunista.


Bolada

O alcaide chapecoense também esteve com o titular da Economia, Paulo Guedes, outro que prestigiou o jogo. O balanço final é muito bom. Além das excelentes notícias de Brasília, o governo do estado também anunciou, recentemente, R$ 25 milhões para a conclusão do contorno viário de Chapecó.


Articulação

Os chapecoenses estão comemorando. Consideram que a cidade foi a primeira contemplada com verbas vultosas pelo governador Moisés da Silva. Além de sinalizar claramente para o entrosamento e capacidade de articulação de Luciano Buligon.