Os bebuns da balsa

Por Jacson Carvalho 28/11/2019 - 15:59 hs

Foto: Jacson Carvalho/Portal Agora Joinville

O problema é antigo, mas continua, os bebuns da balsa na travessia da Vigorelli e Gibraltar que dão acessos as praias da Vila da Glória e Itapoá continuam impunes.

Basta pegar uma das balas nos horários de retorno do fim de semana, entre 16h e 19h de domingo para flagrar inúmeros motoristas bêbados, eles vêm dirigindo das praias, note, com muitas curvas perigosas e chegam à balsa caindo de bêbados. Além de dirigirem embriagados eles ainda aproveitam o tempo ocioso da travessia, que geralmente leva uns 10 minutos para abrirem mais uma e mais uma latinha.

Tem situações em que realmente da muito medo, tem motoristas que não se seguram em pé e quando a balsa chega a Joinville lá se vão os bebuns a procura de um trabalhador, de uma criança para causar um acidente.

Primeiro falta muita responsabilidade destes motoristas mal educados, segundo, falta é fiscalização, a PM poderia fazer uma blitz de lei seca na saída da balsa, mas é bom que façam esta blitz e já levem uns dois caminhões guinchos para levar os veículos porque devem aparecer muitos.

A terceira ação poderia ser feita pela própria empresa que é responsável pelas balsas na região, que além de fecharem os olhos para essas situações ainda permitem que motoristas liguem som alto durante a travessia, permitem que passageiros e motoristas fumem nas janelas dos veículos com crianças e idosos. É o verdadeiro Faroeste do mar.

Agora com a chegada do calor o movimento deve triplicar, e o risco de acidentes também. Vamos formar uma corrente pela vida, vamos?