Prevaleceu a irresponsabilidade

Por Prisco Paraiso 17/03/2020 - 10:46 hs

No fim de semana,  após a fala de Jair Bolsonaro em cadeia de rádio e TV, nossa coluna registrou que o bom senso havia prevalecido. Em rede nacional, o presidente sugeriu que as pessoas não fossem às ruas, no domingo, 15, para se manifestar contra o Congresso e o STF.

Na verdade, o colunista acreditou no mandatário. Não deveria. Pois o convite ao bom senso não passou de palavras vazias. O próprio Bolsonaro deixou o Palácio do Alvorada (Residencial) no domingo para acenar, apertar as mãos e abraças seus seguidores.

Contrariando determinação do Ministério da Saúde e jogando na lata do lixo aquilo que ele havia dito. Foi um péssimo exemplo, presidente. Infelizmente, a sociedade brasileira ainda não acordou para o momento de crise e absolutamente delicado no contexto mundial. Até porque, ninguém sabe na verdade o número de infectados no país e no mundo. Os testes são limitados e nos fornecem estimativas, apenas.

 

 

 

 

Time

Considerando-se, ainda, que várias pessoas que viajaram com Bolsoanro para os EUA já tiveram a infecção por Coronavírus confirmada, o ato do presidente beira à insanidade. Ele deu um péssimo exemplo. Prevaleceu a irresponsabilidade.

 

 

 

 

 

 

Estado muda

Conforme decisão tomada em conjunto entre o governador Carlos Moisés e os chefes de todas as pastas do Executivo estadual, desde ontem, segunda-feira, 16, uma série de serviços e atendimentos do governo terão alterações. As mudanças fazem parte do conjunto de ações para evitar a propagação do coronavírus em Santa Catarina, que ontem de manhã tinha seis casos da doença confirmados. As medidas podem sofrer alteração a qualquer momento de acordo com a evolução da COVID-19 no Estado.

 

 

 

 

Decreto

Um decreto, que deveria ter sido publicada nesta segunda no Diário Oficial do Estado, suspende por 30 dias o atendimento presencial ao público nas unidades do Governo em serviços que puderem ser prestados por meio eletrônico ou telefônico.

 

 

Idosos

O decreto também permite que servidores e militares maiores de 60 anos, portadores de doenças respiratórias crônicas, que morem com idosos com doenças crônicas ou com pessoas que estiveram no exterior nos últimos sete dias, trabalhem em casa em funções determinadas pela chefia imediata.

A atualização sobre o número de casos do coronavírus em Santa Catarina pode ser acompanhada pelo site http://www.saude.sc.gov.br/coronavirus.

 

 

 

 

 

MDB

Domingo, foi dia de filiações importantes no MDB catarinense. Na data que por uma feliz coincidência é o número da sigla, duas lideranças regionais se tornaram emedebistas: a prefeita de Santa Cecília, Alessandra Aparecida Garcia, está chegando ao MDB e o ex-prefeito de Videira, Wilmar Carelli, retornando ao partido. A chegada deles ao maior partido de Santa Catarina foi saudada como um reforço significativo para atingir a meta de eleger 120 prefeitos em outubro.