Só assim

Por Gabriel Fronzi 30/03/2020 - 16:43 hs

Em ofício assinado por 49 dos 68 capitães dos times que vão disputar a Série D, o advogado Filipe Rino encaminhou um pedido ao presidente da CBF, Rogério Caboclo, no último final de semana.

No documento, os atletas – representando os clubes que integram a competição nacional – solicitaram uma cota financeira para viabilizar a participação na disputa. Atualmente, a CBF paga apenas custos logísticos para as 68 equipes.

"Portanto, solicitamos à CBF que possa distribuir Cotas de Participação no Campeonato Brasileiro Série D de 2020, auxiliando seus Clubes filiados à arcarem com suas despesas mensais, principalmente neste grave momento de crise, para ao menos minimizar a gravidade do impacto financeiro que o momento produziu, mantendo-se assim o espetáculo do futebol durante todo o Campeonato Brasileiro Série D de 2020."

A CBF até o momento ainda não se manifestou.

Em 2019, a entidade teve uma receita de quase R$ 1 bilhão. Foram R$ 957 milhões, com uma elevação de 43,3% em comparação com o ano anterior. O superávit do exercício, segundo números divulgados neste mês (veja clicando aqui), foi de R$ 190 milhões, o que reflete um aumento de 265% em relação a 2018.

Leia o documento completo clicando aqui.