Falta de chuva deixa 12 rios em situação de emergência e alerta em Santa Catarina

Tendência é que a situação se agrave, pois ainda não há previsão de chuva significativa para os próximos dias

Foto: Arquivo

O volume de chuva esperado para a Santa Catarina durante o mês de abril seria em torno de 100 milímetros, conforme o técnico em hidrologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), Guilherme Miranda. No entanto, as chuvas têm sido irregulares e abaixo da média. No Extremo-Oeste, por exemplo, choveu em torno de 75mm, e no Planalto Norte, 10mm.

Conforme o aviso hidrológico da Epagri/Ciram emitido nesta quarta-feira (25), há 12 rios em situação de emergência e alerta por conta da estiagem no estado. De acordo com o órgão, as cidades com rios em estado de emergência são: José Boiteux, São João Batista, São Martinho, Braço do Norte e Concórdia. Em alerta, estão rios das cidades de Forquilhinha, Canoinhas, Concórdia, Camboriú e Rio Negrinho.

"A orientação é para que a população dessas cidades economize água, utilizando apenas o necessário para as atividades diárias até que os níveis dos rios voltem ao normal. A tendência é que a situação se agrave, pois ainda não há previsão de chuva significativa para os próximos dias", explicou.

Previsão do tempo para os próximos dias

Para a quinta e sexta-feira, o tempo segue seco com predomínio de sol em SC. A temperatura estará mais amena na madrugada e bem elevada durante o dia.

No sábado (27), a previsão é de sol, com aumento de nuvens em todo Estado. Podem ocorrer pancadas de chuva com descarga elétrica, bem isoladas, entre a tarde e a noite, devido à aproximação de uma nova frente fria. A temperatura segue elevada para época do ano.

A Epagri/Ciram alerta para condições de umidade do ar extremamente baixa em SC durante esses dias, com valores de 30% a 40% à tarde.

Tendência de 29 de abril a 7 de maio

Permanece com sol e temperatura elevada durante o dia em SC, devido à atuação da massa de ar seco e quente no Centro-Sul do Brasil. Especialmente do Oeste ao Norte do Estado, o tempo seco predomina. Entre o fim de abril e início de maio, podem ocorrer pancadas de chuva, sem valores significativos, devido à passagem de uma frente fria no mar. Logo após, a temperatura diminui, mas até o momento sem indicativo de frio intenso.