Taila Santos luta para ser a primeira catarinense a vestir o cinturão

Lutadora jaraguaense foi contratada pelo UFC e agora vai competir internacionalmente

Por Redação Agora Joinville 26/09/2018 - 10:23 hs
Foto: Divulgação

Quinze lutas e quinze vitórias. Esta invencibilidade somada aos golpes certeiros de Taila Santos garantiram à catarinense um contrato com o UFC, maior evento de MMA do mundo. Aos 25 anos, a atleta nascida em Jaraguá do Sul treina até três turnos por dia para conquistar o primeiro cinturão feminino para Santa Catarina.

E se depender dos esforços e da disciplina de Taila, ele virá em breve. "Tenho dedicado minha vida a isso. Luto há cerca de 10 anos e estou me preparando para vencer qualquer um que encontrar no octógono. Vencer não é uma questão de sorte. Precisa de sorte quem não treina. Eu treino muito", afirma.

Taila já coleciona vitórias nos principais eventos profissionais de MMA do Brasile agora mira desafios internacionais. O reconhecimento veio com o Dana White's Contender Series Brasil, programa idealizado pelo chefe do UFC, Dana White, que busca revelar novos talentos. O episódio foi ao ar no Brasil no começo de setembro e mostrou a luta de Taila com a também brasileira Estefani de Almeida, que é de Manaus (AM). A catarinense venceu a batalha por decisão unânime em três rounds, e a vitória lhe rendeu o contrato com o UFC. Agora, Taila aguarda ser convocada para a próxima disputa.

Incentivo dentro de casa

Taila nasceu e cresceu em meio ao esporte. É filha do lutador Gilson Caetano e mulher do triatleta Pedro Barbosa Faria, com quem tem a filha Glória, que com apenas um ano já acompanha atenta aos treinos da mãe.

A lutadora começou fazendo aulas de Muay Thai e passou pelo Jiu Jitsu e peloKick Box até chegar ao MMA. Em 2012, mudou-se para Balneário Camboriú ao aceitar o convite de fazer parte da Equipe Astra Fight Team sob comando de Marcelo Brigadeiro, um dos mais renomados mestres do Brasil e do mundo.

Em meio à rotina regrada de atleta e ao acompanhamento nutricional rígido, Taila sonha com o cinturão de Peso Mosca. O Brasil tem hoje no UFC apenas dois cinturões: o Peso Galo 61kg de Amanda Nunes e o Peso Pena 66 Kg de Cris Cyborg.