Santa Catarina tem melhor saldo de vagas de emprego do país em janeiro

Em Joinville, foram 1.580 empregos gerados na cidade

Por Redação Agora Joinville 01/03/2019 - 09:27 hs
Foto: Arquivo/ AJ
Santa Catarina tem melhor saldo de vagas de emprego do país em janeiro
Indústria puxou o resultado positivo em Santa Catarina

Em janeiro, Santa Catarina foi responsável por mais da metade (58,7%) do saldo positivo de vagas formais do país, segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quinta-feira (28). As empresas catarinenses geraram 20.157 postos de emprego no último mês, diante de 34.313 no Brasil. Trata-se do melhor desempenho para janeiro da série histórica, iniciada em 1992. O resultado é a diferença entre as 101.378 admissões e as 81.221 demissões no período.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Lucas Esmeraldino, destaca que os números positivos refletem a diversidade da economia catarinense e o apoio às empresas que chegam ao estado e às que estão expandindo a produção.

"Cada indicador econômico e social positivo é uma oportunidade de celebração para todos nós, catarinenses. A retomada da criação de empregos é um resultado fundamental, que reflete também a confiança do empresário com o futuro", diz Esmeraldino.

 

Joinville em destaque

Ainda segundos os dados do Caged, em Joinville o mercado de trabalho registrou o melhor saldo por treze anos. Somente neste ano, foram 1.580 empregos gerados na cidade de 1o a 31 de janeiro, batendo um recorde feito em 2006.

 

Indústria tem melhor desempenho

A indústria da transformação puxou o resultado positivo em Santa Catarina, com 13.862 vagas, seguido pelo setor de serviços, com 4.839. No agropecuário, a abertura foi de 1.562 postos. Na contramão, o comércio catarinense foi o único segmento com desempenho negativo em janeiro, com o fechamento de 2.658.

Das 27 unidades da federação, 11 tiveram saldo positivo em janeiro. Além de Santa Catarina, também se destacaram São Paulo (+14.638), Rio Grande do Sul (+12.431) , Mato Grosso (+ 11.524) e Paraná (+9.145 postos). Na outra ponta, 16 estados registraram retração, com os piores resultados vindo de Rio de Janeiro (-12.253), Paraíba (-7.845) e Pernambuco (-7.242).