Família de Biguaçu morre após inalar gás carbônico em Santiago, no Chile

Corpos de pai, mãe, dois filhos e tios foram encontrados em um apartamento nesta quarta-feira (22)

Por Redação Agora Joinville 23/05/2019 - 09:23 hs
Foto: Reprodução/ Redes Sociais
Família de Biguaçu morre após inalar gás carbônico em Santiago, no Chile
Felipe, Débora, Fabiano e Caroline foram encontrados mortos em apartamento. Foto: Redes Sociais

Uma família de Biguaçu, litoral catarinense, morreu após inalar gás, possivelmente monóxido de carbono, em um apartamento em Santiago, no Chile. Os catarinense estão entre seis turistas brasileiros que também morreram. 

Os catarinenses foram identificados como: Fabiano de Souza, de 41 anos, Débora Muniz Nascimento de Souza, de 38 anos, Caroline Nascimento de Souza, de 14 anos, e Felipe Nascimento de Souza, de 13. O irmão de Débora, Jonathas Nascimento Kruger, e a mulher, Adriane Krueger, também morreram - os dois eram de Goiânia e moravam em Hortolândia, em São Paulo

A família estava de férias há cerca de uma semana e viajaram para o Chile para comemorar o aniversário de 15 anos de Caroline. 


Mais informações

O caso aconteceu em um edifício localizado na Rua Santo Domingo, a doze quadras do Palácio de la Moneda, sede do governo chileno e ponto turístico do Chile. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, o grupo de turistas passou mal e um deles fez uma ligação para um tio falando frases sem sentido. Após isso, o familiar ligou para o consulado brasileiro no Chile e as autoridades foram até o local. Após arrombar o imóvel, todos foram encontrados mortos.

O Corpo de Bombeiros fez medições do ar no apartamento e descobriu grande concentração de monóxido de carbono.