Caso Gabriella: MPSC nega pedido de liberdade de acusado de feminicídio

Segundo a promotoria, a investigação apontou provas suficientes sobre a autoria do crime

Por Redação Agora Joinville 16/08/2019 - 09:04 hs
Foto: Reprodução/ Redes Sociais
Caso Gabriella: MPSC nega pedido de liberdade de acusado de feminicídio
Gabriella Custódio Silva foi morta com um tiro. Foto: Reprodução/Redes Sociais

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) negou o pedido de liberdade apresentado pelos advogados de Leonardo Nathan Chaves Martins, suspeito de matar a namorada, Gabriella Custódio Silva, com um tiro no peito. Segundo a promotoria, a investigação apontou provas suficientes sobre a autoria do crime. 

Ainda segundo o MP, Leonardo afirmou, em depoimento, que foi o autor do disparo que matou Gabriella, mesmo dizendo que tiro foi acidental

Já segundo a defesa de Leonardo, a próxima alternativa é tentar um Habeas Corpus no Tribunal de Justiça de Santa Catarina


Crime

A jovem foi morta no dia 23 de julho, em Pirabeiraba, na casa dos pais do acusado, após uma discussão. Depois do crime, Gabriella foi levada no porta-malas de um veículo para o Hospital Bethesda, de Joinville. Leonardo fugiu do local do crime logo após deixa-la na unidade de saúde.