Marco Tebaldi será sepultado no Cemitério Municipal de Joinville

O sepultamento ocorrerá às 17h desta segunda-feira (14)

Por Larissa Leite / Redação AJ 14/10/2019 - 09:02 hs
Foto: Divulgação

O ex prefeito Marco Tebaldi, está sendo velado desde às 7h00 desta segunda-feira (14), no Centreventos Cau Hansen, Avenida José vieira, 315, América, em Joinville. Marco Tebaldi, 61 anos, morreu neste domingo (13), no Hospital particular da Unimed. Há dois anos o ex prefeito lutava contra um câncer no pâncreas, e há cerca de 10 dias foi submetido a um procedimento no canal do Bílis, após contrair uma bactéria foi encaminhado para a UTI.  Às 19h10 de domingo (13), a morte de Tebaldi foi confirmada. 

A prefeitura de Joinville decretou Luto oficial de cinco dias, em respeito ao político que governou duas vezes a cidade de Joinville, foi vice prefeito, vereador e teve dois mandatos de deputado federal.

Trajetória de Marco Tebaldi

Tebaldi foi prefeito de Joinville de 4 de abril de 2002 até 31 de dezembro de 2008. Assumiu  como a renúncia de Luiz Henrique da Silveira que concorreu a governador. Em 2004 foi reeleito no primeiro turno.

 

Nascido no distrito de Capo-Erê, no dia 31 de janeiro de 1958, em Erechim (RS) formou-se em Engenharia Sanitária e Ambiental pela UFSC. Em 1986 se estabeleceu em  Joinville para coordenar o Núcleo de Bacias Hidrográficas, quando criou o Projeto Mangue, destaque na Eco-92.Tebaldi está radicado no município há 33 anos. Iniciou na Prefeitura como engenheiro sanitarista em 86 coordenando o Núcleo de Bacias Hidrográficas que tinha como objetivo conter invasões em áreas de manguezal e promover a urbanização de áreas ocupadas além de recuperar áreas degradadas.

 

Em 92 foi eleito vereador, logo em seguida foi o primeiro titular da Secretaria de Habitação onde ficou até o ano 2000. Elegeu-se vice-prefeito na chapa liderada por Luiz Henrique e assumiu como prefeito em 4 de abril de 2002, quando LHS renunciou para concorrer a governador. Em 2004 Tebaldi foi reeleito no primeiro turno. Nas eleições de 2010 os catarinenses o elegeram Deputado Federal tendo sido reeleito em 2014. Também exerceu o cargo de Secretário de Estado da Educação durante 2011.

Como prefeito deixou sua marca com grandes realizações e ações que planejaram Joinville para o futuro como o Planejamento Estratégico. Buscou recursos externos no Fonplata, Banco Mundial para obras de mobilidade, parques e saneamento básico e deixou grandes realizações como:

Construção da Arena Joinville - Estádio Municipal

Construção do Expocentro Edmundo Doubrawa - Centreventos

Construção do Megacentro Wittich Freitag - Expoville

Construção recorde de pavimentação urbana - 472 km em 1.239 ruas

Construção, reforma e ampliação de 447 salas de aula

Construção, reforma e ampliação de 60 postos de saúde

Implantação do PA 24 Horas Costa e Silva (Norte)

Implantação do PA 24 Horas Aventureiro (Nordeste)

Complexo Emergencial Ulysses Guimarães - Hospital Municipal São José

Implantação de amplo programa de formação de atletas - Jovem Cidadão

Retomou os direitos da água e criou a Companhia Águas de Joinville

Implantou a abertura da Avenida Marquês de Olinda - trecho entre as ruas 15 de Novembro e Anita Garibaldi

Implantou a abertura da Rua São Paulo - trecho entre as ruas Barra Velha e Boehmerwald

Implantou amplo programa de subvenção social para o terceiro setor que complementava as ações para os menos assistidos

Estação da Cidadania Max Lütke - Pirabeiraba

Estação da Cidadania Abílio Bello - Nova Brasília 

E como deputado federal destinou mais de R$ 188 milhões para municípios e o Estado de Santa Catarina, através de emendas parlamentares ao Orçamento Geral da União, que foram aplicadas em infraestrutura, agricultura, turismo, assistência social, saúde, hospitais filantrópicos, transporte escolar e várias áreas.