Vereadores enviam carta aberta para o prefeito Udo Döhler

O Bloco Independe de vereadores solicita que o prefeito atenda o Sinsej para dar início às negociações

Por Isabel Lima / Redação Agora Joinville 26/02/2020 - 09:18 hs
Foto: Divulgação/ Sinsej

O Bloco Independente de vereadores de Joinville enviou uma carta aberta ao prefeito Udo Döhler solicitando que o administrador atenda o Sinsej (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Joinville e Região), que tenta adiantar, desde o ano passado, as negociações do reajuste salarial assim como reivindica o aumento da alíquota paga ao Ipreville (Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos do Município de Joinville). A prefeitura não fez nenhuma declaração sobre a carta até a publicação desta matéria.

 

Na carta, assinada pelos vereadores Iracema do Retalho (PSB), Maurício Peixer (PL), Ninfo König (PSB), Odir Nunes (PSDB) e Rodrigo Fachini (MDB), é registrado o reflexo no serviço público que a paralisação causou. A área da educação foi a mais afetada com cerca de 390 professores em greve, já a área da saúde foi convocada novamente após pouca adesão ao movimento. 5 servidores estão acampadas na sala anexa ao gabinete do prefeito e vão se manter assim até que sejam atendidas pelo prefeito, alega o Sinsej. 

 

A greve 

A greve dos servidores municipais começou dia 18 e solicita o arquivamento da PLC 03/2020 que prevê o aumento da alíquota paga ao Ipreville de 11% a 14%, o reajuste salarial e a realização de concursos públicos. A categoria conquistou a primeira vitória logo no início da paralisação com o arquivamento da PLC 051/2019, que extinguiria 30 cargos na Secretaria de Educação e criaria outros 30 em gratificação.

 

De acordo com o Prefeito Udo Dohler, a mudança na Previdência Social é necessária a reforma nacional e o seu não cumprimento seria considerado improbidade (ato ilegal). A alteração do valor pago ao Ipreville mantém em tramitação na câmara. Já sobre os concursos públicos, a prefeitura afirma estar realizando processos seletivos para contratações temporárias. 

 

Período Eleitoral

O adiantamento das negociações solicitado pelo sindicato é por conta do período eleitoral (maio) que impossibilita qualquer ação da prefeitura.


Leia a carta na íntegra:

Carta aberta ao prefeito e à cidade de Joinville

Excelentíssimo senhor

Prefeito Udo Döhler

Joinville, 25 de fevereiro de 2020.

Representantes do Sindicato dos Serviços Públicos Municipais de Joinville e Região (Sinsej) pedem há semanas por uma audiência com o senhor, prefeito Udo Döhler. A diretoria do Sindicato tenta simplesmente abrir uma conversa para iniciar as negociações da campanha salarial e dialogar sobre o reajuste na alíquota do Ipreville. Entretanto, o senhor adia essa conversa para metade de março. A diretoria do Sinsej representa uma média de 13 mil servidores públicos, que de alguma forma atendem a quase 600 mil habitantes da nossa cidade. Já são mais de 10 (dez) dias de paralisação, refletindo diretamente na vida do cidadão joinvilense. São milhares de famílias que dependem, especialmente, da saúde e da educação pública, e tantos outros serviços e atendimentos públicos. A quem esses pais de família recorrem quando precisam deixar seus filhos na escola para poderem trabalhar? Ou, será que em caso de enfermidade serão atendidos, já que os servidores do Hospital Municipal São José, por exemplo, estão em greve? Não são apenas alguns servidores em greve. São famílias inteiras sem atendimento. Prefeito Udo Döhler, acreditamos que o adiamento injustificado do diálogo só aumenta o constrangimento dos servidores e da população. Negar o diálogo é atitude que não colabora em nada com a resolução dos impasses existentes. Diante desta realidade, apelamos ao senhor para que inicie uma conversa com a categoria ainda nesta semana. Assim, os serviços públicos podem começar a ser restabelecidos, minimizando os prejuízos à comunidade joinvilense.

É hora de ouvir os servidores públicos, dialogar e juntos buscarem uma solução para este momento de greve e reivindicações da categoria! Atenciosamente,

Vereadora Iracema do Retalho Vereador Maurício Peixer Vereador Ninfo König Vereador Odir Nunes Vereador Rodrigo Fachini