Anelisio Machado (Avante) apresenta propostas para Joinville

O candidato é o quarto concorrente a responder as perguntas feitas pelo Agora Joinville

Por Redação Agora Joinville 18/10/2020 - 11:26 hs
Foto: Foto: Divulgação

Com as eleições agendadas para o dia 15 de novembro e, em caso de segundo turno, dia 29 de novembro, o Agora Joinville abriu espaço para os candidatos à prefeitura de Joinville apresentarem propostas sobre temas de interesse público. 

Todos os 15 candidatos tiveram o mesmo tempo para responder todas as perguntas e, em respeito aos que responderam dentro do prazo, respostas encaminhadas depois da data final não serão consideradas. 

Foram 13 perguntas iguais feitas aos candidatos. Todos os dias uma matéria será publicada com as respostas de um(a) candidato(a) considerando a ordem de envio. 

Ontem (17), Marco Aurelio Marcucci (Republicanos) foi o terceiro a responder a essa série de entrevistas. Hoje, Anelisio Machado (Avante) é quem responde. 

Agora Joinville - Nos últimos anos Joinville observa uma insatisfação recorrente por parte de professores da rede municipal de ensino devido a desvalorização desse profissional. Essa desvalorização resulta em greves anuais e acordos que não atendem às expectativas desses trabalhadores. Qual é o diferencial do plano de governo do(a) candidato(a) para a valorização desses servidores?

Anelisio Machado (Avante) - Valorizar os nossos servidores! Uma governança séria e comprometida prestigia a meritocracia e aproximar o Prefeito dos servidores. Meu plano de governança municipal contempla realizar um encontro por mês com os servidores, para que todos possam conversar frente a frente e serem ouvidos. Para tanto, esse rodízio será escalonado de acordo com o mês de aniversário do servidor. Mais atento a questão da educação, volto a frisar acerca da importância da meritocracia. Chega de prefeitos escolherem quem é o melhor. O povo dos bairros é quem vai escolher, por eleição direta, os Diretores(as) para as escolas aonde as suas crianças estudam. Também vale lembrar que pretendo criar uma comissão de negociação com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (SINSEJ) e administração municipal. Hoje, o servidor público não se sente prestigiado pelo Prefeito e quem sai perdendo com isso é o nosso povo de Joinville.

Agora Joinville - Hoje a cobertura e tratamento de esgoto chega a apenas 39% da cidade. Se eleito(a), até o final do mandato, a quantos % o(a) candidato(a) pretende expandir esse número? O que te faz acreditar que esta meta é possível? 

Anelisio - Seria leviano estipular ou prometer algo nesse momento. Por isso que eu estou cada dia mais ouvindo e selecionando os profissionais, técnicos, que irão compor o nosso time de governança municipal. Acredito sim que é possível planejarmos e executarmos uma ampliação significativa da rede de tratamento, mas isso deve ser feito com muita técnica e planejamento.

Agora Joinville - Joinville é chamada de “Cidade das Flores” e “Cidade da Dança”, mas não é isso que se vê diariamente. Quais projetos são cruciais para que a cidade possa retomar esses títulos?

Anelisio - O projeto mais crucial é desenvolver estudos acerca da contenção e prevenção de pandemias. Esse é o tema do momento, e o foco necessário para qualquer ação que venhamos a querer desenvolver nos próximos anos. Entendo que precisamos planejar a valorização da cultura cidade de Joinville, promovendo estudos para a revitalização urbana, de praças e jardins, para implantação de sinal Wi-Fi público nos diversos pontos turísticos da cidade, inclusive através de parceria público privada, e para promover o turismo de feiras e eventos, tanto típicas como também de negócios.

Agora Joinville - Com o impacto da pandemia, muitos joinvilenses perderam o emprego. Se eleito(a), qual a primeira decisão do governo para impulsionar a economia na cidade? 

Anelisio - Como primeira medida, será alinhar com a equipe técnica, acerca dos passos necessários para a reabertura imediata de todos os serviços e comércios. Existem medidas e planos de contenção que podem coexistir com a pandemia. O que não tem cabimento é “fechar” a  cidade inteira, destruindo negócios, acabando com empregos, com medidas sem pé nem cabeça, como exemplo um idoso poder estar num ambiente trabalhando como garçom, mas não poder estar nesse mesmo ambiente como cliente.

Agora Joinville - Em julho de 2019 o secretário de Assistência Social de Joinville, Vagner Ferreira de Oliveira, estimou que existem em Joinville cerca de 800 pessoas em situação de rua na cidade. Como o(a) candidato(a) pretende acolhê-las? 

Anelisio - Acredito, infelizmente, que o número de pessoas em situação de rua já esteja bem maior atualmente. Por isso, como empreendedor, eu tenho um projeto de criar oportunidade a estas pessoas! Não as vejo simplesmente como pessoas em situação de rua, eu as vejo como pessoas que circulam e conhecem as ruas, e portanto, pessoas com potencial para aproveitarem uma oportunidade de serem empregadas como zeladores da cidade! Temos que tratar as pessoas com dignidade, acolhendo e oportunizando uma colocação social. Na minha opinião dar esmolas é crime, seja no semáforo ou dentro da prefeitura. Temos é que criar oportunidades! Gerar empregos e renda para essas pessoas, apostar nelas e não as manterem afastadas da sociedade, como se fossem um objeto.

Agora Joinville - Há mais de 20 anos Joinville permanece com as mesmas empresas de transporte coletivo na cidade. O valor da passagem segue aumentando. O candidato(a) pretende abrir licitações para que novas empresas possam oferecer o serviço?

Anelisio - Nos bairros é necessário que o transporte público chegue mais próximo, e até mesmo na frente das casas das pessoas! Acerca do transporte público via ônibus, é necessário rever as condições do contrato de licitação. Mas o meu foco vai muito além disso, eu ando nos bairros, minhas escolas e meus alunos estão nos bairros. Eu conheço a realidade do povo de Joinville e por isso planejo ampliar a oferta no segmento de transporte público, com projetos de incentivo e regulamentação a outros meios, como exemplo os taxistas, motoristas de aplicativos e também as vans. Joinville precisa de mais meios de transportes, com menor custo para as pessoas dos bairros. 

Agora Joinville - Joinville tem atualmente 669 quilômetros sem nenhum tipo de pavimentação. Para o seu governo, a prioridade será a manutenção de ruas já asfaltadas ou pavimentação de novas ruas?

Anelisio - No meu governo a prioridade serão os bairros e o povo! Quem vai decidir o que pretende fazer em seu bairro, em sua rua será o próprio cidadão. Meu projeto, o “Governança bairro a bairro” justamente está apoiado nessa ideia de que o poder vem do povo, então a prefeitura precisa devolver ao povo o poder de decidir, em conjunto, o que será o melhor para o seu bairro. Quanto a questão de ruas e calçadas, penso muito em estudos e planejamento de realizar parcerias público privada, e também em contrapartidas, como exemplo, aonde a prefeitura fornece o material e o cidadão entra com a mão de obra, e nesse fluxo de esforços, aonde será possível conceder incentivos fiscais para tais ações.

Agora Joinville - Alguns bairros de Joinville sofrem constantemente com a falta de água. Qual o projeto de governo do(a) candidato(a) para que essa não seja mais um realidade da cidade?

Anelisio - Antes de tudo, convocar meus conselheiros técnicos! Qualquer ação de um prefeito tem sempre que ser respaldada pelos profissionais técnicos da área. A prefeitura de Joinville possui um time exemplar de profissionais das mais diversas áreas, é uma pena que na maioria das vezes eles não são escutados, em detrimentos de pessoas comissionadas que vem “de fora” e quem ordenar o que tem que ser feito. Por isso na questão da falta de água entendo que o melhor projeto é o de realizar, em conjunto, o planejamento das causas e das soluções, para somente após executarmos. E tudo isso com a participação do povo e, sempre, com total transparência e economia.

Agora Joinville - Nos nove primeiros meses deste ano o número de microempreendedores individuais (MEIs) aumentou cerca de 14% no país. Qual é o projeto de governo do(a) candidato(a) que pretende incentivar os MEIs de Joinville?

Anelisio - Pretendo criar canais de comunicação com a administração direta e indireta por meio de tecnologia, agilizando o atendimento do cidadão e garantindo eficiência no cumprimento e fiscalização da demanda. Criar incentivos tributários e logísticos para suprir a carência de empregos por meio das empresas com sede em Joinville e as que venham se instalar. Firmar convênio e parcerias com Universidades e Escolas Técnicas para ministrar cursos profissionalizantes para os moradores do município. Aumentar a quantidade e a qualidade dos serviços oferecidos por meio de plataformas digitais, e desenvolver uma economia sustentável e criativa aproveitando os recursos, as competências e os empreendedores locais. Proporcionar às empresas, comércios e serviços, já existentes, de acordo com o seu seguimento, um calendário de regulamentação com prazos flexíveis. Fiscalizar e regulamentar a ocupação dos espaços públicos de calçadas e feiras itinerantes, prestigiando o comerciante legalizado.

Agora Joinville - O joinvilense tem muitas ressalvas a respeito de processos muito burocráticos na cidade, o que o(a) candidato(a) pretende fazer em relação a isso? Qual é a prioridade?

Anelisio - Desburocratizar a criação de novas empresas, fazendo com que o município seja um facilitador de implantação de novos empreendimentos. Prioridade eu vejo em fazer junto com os meus conselheiros técnicos, um plano para emissão imediata e automática de licenças provisórias, dando crédito as pessoas e incentivando o empreendedorismo e a geração de riquezas no município. Joinville precisa voltar a ser a terra das oportunidades, e para isso, precisamos dar valor as pessoas. Como as licenças serão provisórias, primeiro o cidadão já começa a trabalhar imediatamente, e somente após a prefeitura irá fiscalizar a regularidade. Atualmente o cidadão tem que provar a regularidade antes mesmo de trabalhar e gerar riqueza e empregos.

Agora Joinville - O estacionamento rotativo foi um projeto implementado durante o governo do atual prefeito, o(a) candidato(a) pretende fazer alguma manutenção?

Anelisio - Vejo muitas maneiras de controle e organização em outras cidades. Pretendo estudar e planejar, e ouvindo primeiro a população, sim implementar alguma tecnologia que seja econômica e eficaz. 

Agora Joinville - O mirante e o zoobotânico de Joinville são procurados para caminhadas e passeios, o(a) candidato(a) tem outro projeto para criar uma área de lazer para a população?

Anelisio - Recentemente recebido um arquiteto, amigo meu e uma pessoa de muita visão. Conversamos muito sobre o tema e não quero adiantar nada antes de sentar na cadeira, mas pretendo planejar uma Joinville linda e com muita opção de lazer para o nosso povo, aonde incluo minha filha e meu neto.

Agora Joinville - O que te diferencia dos demais candidatos? 

Anelisio - Alguém para melhor responder isso seria o eleitor. Mas posso dizer que eu estou candidato a prefeito porque acho que minha característica é ter visão de empreendedorismo, de economia e de criação de oportunidades, trabalho e renda. Vivo em uma cidade que era bela e pujante, e hoje é assunto apenas de críticas e destruição por todos os bairros. Quero nos 4 anos em que pretendo estar prefeito, transformar totalmente Joinville para que seja aquela cidade que era antes: linda, alegre e com um povo feliz e satisfeito.

Na publicação de amanhã (19), você verá as respostas do candidato Nelson Coelho (Patriota).