Vereadora Ana Lúcia Martins sofre ataques racistas e ameaça de morte nas redes sociais

Políticos e entidades repudiaram o ocorrido

Por Redação Agora Joinville 19/11/2020 - 10:41 hs
Foto: Foto: Divulgação

Na manhã dessa quarta-feira (18), a primeira vereadora negra eleita na cidade, Ana Lúcia Martins (PT) publicou nas redes sociais os ataques que vinha sofrendo desde domingo (15) quando as eleições aconteceram. Confira:


Foto: Divulgação/ Ana Lucia Martins 

Na legenda, a vereadora deu detalhes:

⚠️DENÚNCIA DE AMEAÇA DE MORTE ⚠️

Desde domingo, mesmo antes da divulgação oficial do resultado da eleição municipal de 2020, venho sofrendo uma série de ataques. Na noite de domingo, invadiram minhas redes sociais e, com a ajuda da minha equipe consegui resolver o problema rapidamente. Recentemente, recebi com surpresa uma reação violenta a minha eleição de um radialista da imprensa local de uma rádio conhecida da cidade. E para agravar, por meio de um perfil fake, recebi, por duas vezes, ameaças de morte, evidenciando que o problema central era eu ser a primeira mulher negra eleita da cidade. Esse perfil fake destila no Twitter todos os tipos de preconceitos e discriminações possíveis e, em diversas situações, deixa claro estar organizado com outras pessoas de Santa Catarina, em uma denominada “Juventude Hitlerista”.

Estou tomando todas as medidas necessárias, já acionei os órgãos competentes e agora estou divulgando aqui, pois minha integridade física está ameaçada.

Sabia que não seria fácil. Estava ciente que enfrentaria uma certa resistência em uma cidade que elegeu apenas na segunda década do século XXI a primeira mulher negra. Só não esperava ataques tão violentos e com aval de parte de pessoas que se declaram "profissionais da imprensa".

No mais, conto com o apoio de todas, todos e todes que são contra o discurso de ódio e a violência, que se levantam contra o racismo, o machismo, LGBTfobia e toda forma de opressão.

Não vão nos calar. Não vamos recuar. Seguimos firmes, com coragem e disposição para defender os direitos da população negra, das mulheres, da juventude, da população periférica, Imigrantes e refugiados e da classe trabalhadora.

Duranta a tarde de ontem, Ana prestou depoimento na Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso e o inquérito foi aberto como injúria racial e ameaça. 

Nas redes sociais, outros políticos se posicionaram sobre o caso: 

Partido dos Trabalhadores de Joinville

O partido pelo qual a vereadora foi eleita postou uma nota de repúdio ao acontecimento. No post ainda reivindicaram a proteção efetiva da candidata por parte das autoridades de segurança pública do estado. Confira:


Foto: Divulgação/ PT Joinville 

Na legenda escreveram:

NOTA DE DENÚNCIA E SOLIDARIEDADE A ANA LÚCIA MARTINS

O Partido dos Trabalhadores de Joinville repudia e denuncia as ameaças de morte e tentativa de intimidação motivadas por racismo contra a companheira Ana Lúcia Martins, recém-eleita vereadora, a primeira mulher negra na história de Joinville.

Logo que Ana Lúcia foi eleita, velhas práticas como o uso de violência para amedrontar e silenciar revelam o desespero e o ódio daqueles que não respeitam a diferença. Os comentários publicados nas redes sociais e as ameaças à companheira constituem um mecanismo de silenciamento e invisibilidade para impedir a denúncia, a reflexão e a crítica sobre o racismo.

Diante desse gravíssimo fato, manifestamos nossa solidariedade e apoio à companheira Ana Lúcia Martins e esperamos que as autoridades atuem de maneira rápida no intuito de descobrir e responsabilizar os autores, para que sejam levados à justiça.

Reivindicamos proteção efetiva à Ana Lúcia por parte das autoridades de segurança pública do estado, para garantia da integridade física de nossa companheira.

Seguiremos na luta contra o racismo, em defesa da democracia e dos direitos humanos.

Executiva Municipal do PT de Joinville

18 de novembro de 2020

Alisson Julio 

O vereador mais votado da cidade, Alisson Julio (Novo), também prestou solidariedade a vereadora nas redes sociais. Confira: